Artigos

 

 

 

O desenho de humor e o mundo corporativo (*)

Sizenando Alves Silveira (**)

O cartum, a charge e as tiras de quadrinhos são criações tradicionais no espaço jornalístico e editorial. Há algum tempo têm perdido espaço, notadamente o cartum, mas estas formas de expressão alcançaram outros fins e áreas de inserção. Assim, é comum a republicação dessas variações do desenho de humor em livros didáticos, em provas de avaliação como vestibulares etc.

Na Dynamica Consultoria, onde atuo na área de comunicação, encontrei um espaço novo para trabalhar o desenho de humor. Inicialmente, criamos no site a página exclusiva para a publicação regular de cartuns sobre temas relacionados ao mundo corporativo: Dynamica do Riso. Tenho tratado de assuntos como liderança, comunicação, o trabalho em equipe etc., tocando em especial o comportamento e, de certa forma, aspectos culturais e, naturalmente, relacionados à Gestão de Mudanças Organizacionais (GMO).

cartummudejaLogo em seguida, os desenhos foram incorporados a alguns dos cursos sobre GMO. O cartum ao lado, por exemplo, foi elaborado tal como um rascunho durante o 1º desses cursos, no Rio de Janeiro em 2012. Os desenhos criados durante as aulas surpreenderam os alunos e motivaram discussões e comentários sobre os temas tratados. Unir o lúdico, a partir do humor, ao didático e, sem perder a seriedade dos objetivos, permite informalidade ao ambiente - estimulando a socialização e integração dos participantes. As possibilidades de comunicação e de assimilação de conteúdo são ampliadas.

Foi um processo natural a inclusão dos desenhos entre as atividades do seminário Diálogos que vem sendo organizado desde 2013 pela Dynamica - complementando o caráter inovador do evento, tanto na estrutura como nos temas de GMO (saiba mais sobre o seminário aqui). Algumas empresas já começam a perceber que o recurso do desenho é sempre atraente ao público, mas tem utilizado apenas em grandes eventos, especialmente a caricatura, em geral entregue aos participantes como brinde. Ao contrário, o papel primordial dos desenhos realizados durante os 2 dias de seminário é o de interpretar temas, discussões, ideias que estão em jogo durante os debates, apresentação de casos ou nas oficinas de atividades.
cartumescopoOs desenhos fortalecem a atenção e envolvimento dos participantes. Estou certo de que têm contribuído, nas edições do evento - a 3ª será nos dias 16 e 17 de setembro - para uma nova visão dos temas relacionados aos processos de mudanças nas empresas e tratados durante o seminário. Ao final, temos uma série de cartuns que acabam por ser publicados no site da consultoria ou utilizados nos impressos e material didático.

O humor sempre abre caminho para o autoconhecimento – que forma de “exposição” pessoal é maior do que o riso ou o sorriso? Autoconhecimento permite reposicionamentos e enxergar os outros pelo viés do humor abre o caminho crítico, a troca de experiências, interações.

Sim, é claro, é preciso espírito esportivo e encontrar o padrão de linguagem, o estilo. O humor pode quebrar paradigmas já que... é para ser engraçado. Se questionado, se gerar constrangimentos ou indignação carrega, automaticamente, algo positivo: o diálogo, a ponderação, o reconhecimento de um erro ou a aceitação de uma mudança de postura.

Acredito que o uso de humor deve ser avaliado pelas áreas de comunicação, marketing, recursos humanos das empresas. E, eventualmente, descobrir ou despertar talentos dentro das equipes, por que não? Usar o cartum ou a charge - seja sobre temas corporativos ou não - em boletins internos ou newsletters para o mercado; cursos internos de capacitação, eventos comemorativos internos ou voltados para o mercado. Usar os desenhos em murais ou outras formas de comunicação interna pode ser estimulante e renovar o ambiente de trabalho - não importando qual o porte da empresa. Com toda a certeza o humor contribuirá para a renovação da cultura da empresa.

Humor tem tudo a ver com mudança. Só não tem a ver com mau humor.

 


(*) Esta é uma versão ampliada do texto publicado originalmente em Administradores - o portal da administração.
(**) Sizenando Alves Silveira é formado em História pela USP - Universidade de São Paulo. Ilustrador, chargista e cartunista, tem longa experiência na imprensa. É Assistente de Comunicação da Dynamica Consultoria.

Envie seus comentários para: dynamica@dynamicaconsultoria.com.br

 
arrow Left

Clientes

Parceiros

Desde 2010128140