São Paulo abre série “Encontros para Mudanças”

Encontro sobre GMO reúne gestores de diversos segmentos empresariais.
A iniciativa da Dynamica reafirma a importância dos temas de GMO para as empresas.
Fotos: Dynamica Consultoria

Na terça-feira, 15 de abril, a Dynamica Consultoria deu inicio à série “Encontros para Mudanças” de 2014. Realizado no Club Transatlântico, em São Paulo, capital, permitiu aos participantes dialogar sobre a importância da Gestão de Mudanças Organizacionais (GMO). Compareceram profissionais das seguintes empresas: Gerdau, Natura, Comgás, Leroy Merlin, Ericsson, Vermont, Porto Seguro, Brasil Kirin, Santher, Unipar Carbocloro, Syngenta, Phillips e Serasa Experian.

Lyrian Faria e Mário Fonseca, sócios-diretores da Dynamica Consultoria, foram responsáveis pela abertura do evento e condução dos debates. Neste ano, os temas abordados foram direcionados para estratégia de mudança nas empresas e o papel da liderança nesse processo.

Como e porque buscar as mudanças
foto3  foto4

Mário Fonseca explicou que algumas empresas não enxergam a necessidade de mudar e, muitas vezes, os gestores se preocupam com a aceitação da equipe, se irá resistir ou não, e esquecem de seus papéis na mudança. “O líder não é quem faz, e sim quem dá condições para que as mudanças aconteçam. Ele tem que colocar objetivos, dar a direção, as regras, recursos e o apoio sempre que necessário”, afirma Fonseca.

Ao final da apresentação, Lyrian Faria divulgou alguns dados da 2ª PNM-GMO Pesquisa Nacional sobre a Maturidade da Gestão de Mudanças Organizacionais nas Empresas, conduzida pela Dynamica em 2013 (leia mais sobre os resultados parciais da pesquisa aqui). Alguns dados da pesquisa foram apresentados para reflexão durante as discussões que se seguiram. Por exemplo, 56,14% dos respondentes indicaram que suas empresas não possuem pessoas dedicadas à GMO. E ainda: apenas 29% dessas empresas inclui em seu mapeamento de competências gerenciais, as competências necessárias para a atuação adequada em mudanças. Os participantes foram organizados em grupos e orientados para debater 4 questões:

foto9

– você já vivenciou em sua empresa uma situação de “cegueira da necessidade de mudança”?

– que ações você tomaria para auxiliar seus pares a compreender uma necessidade de mudança?

– você já vivenciou um processo de “negação da mudança”?

– o que auxiliou você a entrar no processo de negociação para a mudança?

 

Negação e cegueira da necessidade de mudança
Divididos em grupos, todos confrontaram suas experiências sobre as questões propostas, posicionando-se, em seus relatos, sobre os resultados de suas ações nos processos vivenciados. Ao final, cada grupo teve um representante que apresentou, ao conjunto dos participantes, um resumo de suas conclusões.

foto5 foto7 foto6

Para muitos, a principal ação que minimiza a negação da mudança é indicar de imediato as razões da necessidade da mudança dentro da empresa. E aplicar a chamada “escuta ativa “ ou “escuta genuína” – o que significa ser ouvinte atento às possíveis negações, dedicando tempo para explicar cada passo do processo de mudanças. Também foi consensual que é comum algumas pessoas resistirem a essa situação e se questionarem: “mudar para quê?”. E que, nessa circunstância, também é comum a direção da empresa não enxergar a necessidade de compartilhar a mudança, isto é, ter a postura e encontrar as formas de divulgar e esclarecer as razões dessa mudança. É fundamental difundir o propósito da mudança entre todos do corpo da empresa, para consolidar as alterações propostas no cenário corporativo.

foto1


A árvore de lições aprendidas

Outro resultado das discussões foi o registro das lições aprendidas pelos participantes durante a implantação de mudanças em suas empresas. Registraram comentários sintetizando um problema, uma ideia nova, uma preocupação ou uma mudança de comportamento em post-its que foram aplicadas no banner, instalado no centro do salão, com a imagem da árvore de lições aprendidas.
Eis aqui algumas das anotações:

 

“Gestão de Mudança é mais que treinamento e comunicação”
“É preciso atitude para mudança, acreditar na mudança”
“A cegueira da necessidade de mudança ceifa oportunidades não somente para a empresa, mas também benefícios para seus integrantes”
“É preciso indicar antecipadamente para a média liderança o que vai mudar e quando”
“Respeitar a cultura e a linguagem organizacional”
“Comprometer o sponsor da mudança”
“Quando a mudança é informada, as formas de resistência à mudança variam de acordo com os perfis dos diversos públicos da empresa”

Depoimentos
Na avaliação de Iara Morsoleto (supervisora de projetos da Santher), o “Encontro para Mudanças é importante e muito apropriado para o momento pessoal e profissional. É essencial entender e viver o tema diariamente para construção de um mundo, em todas as esferas, melhor”. Para Jorge Shimao (Gerdau), o evento foi importante “para fomentar o networking e práticas entre empresas e consultorias”. Outros profissionais atuantes neste mercado, também opinaram positivamente. Márcia M. Sato destacou a qualidade da organização e do ambiente de trabalho: “excelente oportunidade em compartilhar ideias e experiências num ambiente agradável com pessoas positivas”. Christiane Millani apontou a importância da discussão e troca de ideias: “excelente oportunidade de compartilhar experiências – isso agrega valor. A exposição de ideias através dos debates soma e converge conhecimento para a tomada de decisão e contribui para a eficácia da implementação”.

Avaliando o evento
foto8

No encerramento das discussões, com a apresentação dos resultados por mesas de trabalho, os consultores da Dynamica distribuíram uma ficha de avaliação do Encontro. Com a avaliação geral do evento positiva, a maioria dos quesitos foram assinalados com “bom” e “ótimo”, entre eles os procedimentos de organização das exposições temáticas e a condução das discussões dos grupos. Em atenção a sugestões sobre o material de apoio distribuído no evento, a Dynamica Consultoria vai aprimorar a seleção de informações e folhetos, oferecendo mais referências sobre os temas tratados. A ficha de avaliação também solicitava sugestões de temas a serem abordados no seminário Diálogos 2014. Os participantes apontaram os seguintes tópicos: o perfil do profissional de GMO, sustentabilidade e metodologia em GMO – confirmando consulta realizada durante o Diálogos 2013 (leia sobre os preparativos do seminário deste ano aqui).

Novos Encontros e cursos
Em 2014 a série também passará pelas cidades de Porto Alegre, Belo Horizonte e Rio de Janeiro (saiba mais sobre a programação dos Encontros aqui).
Em maio, a Dynamica realiza o curso “Formação em Gestão de Mudanças Organizacionais” em São Paulo nos dias 21, 22, 28 e 29 (veja a programação do curso e valores de investimento aqui).

Em julho acontece a 2ª edição do curso “Introdução à GMO”, de 21 a 22 de julho na sede da Dynamica em São Paulo (veja os detalhes sobre o curso aqui).

A Dynamica Consultoria tem um leque de cursos e workshops voltados para as principais necessidades de formação profissional no mercado sob a perspectiva da GMO. Conheça outros cursos aqui.

Se preferir, para mais informações sobre os cursos da Dynamica Consultoria, escreva para:

dynamica@dynamicaconsultoria.com.br

ou telefone: (11) 2532-8889

série Encontros para Mudanças – São Paulo

15 de abril de 2014
Horário: 8h30 às 11h30
Local: Club Transatlântico
Rua José Guerra, nº 130 – Sala Leipzig – mezzanino
São Paulo – SP – 04719-030