Notícias

 
 
 
 
 
Gestão de pessoas e transformação digital

 

Com patrocínio da Dynamica, reunião discute o papel do RH frente às transformações digitais.
Fotos: Dynamica Consultoria

abertura RH outubro2018

No dia 25 de outubro a AMCHAM-SP realizou a "Reunião Especial de Gestão de Pessoas: transformação digital nas organizações". O evento patrocinado pela Dynamica contou com cerca de 300 participantes, acompanhando palestras e dinâmica de grupo sobre o papel da área de Recursos Humanos (RH) frente às inovações digitais e sua influênca sobre as relações de trabalho e o surgimento de novos perfis profissionais. Programa completo da reunião aqui.
Atuaram como moderadores: Elisabeth Rodrigues, DHL, Carlos Brito, Bayer (respectivamente presidente e vice do Comitê Amcham-SP de Gestão de Pessoas) e Lilian Guimarães, ABRH-SP.

Articulando os temas
RH outubro2018 2Carlos Brito (foto) abriu a reunião apontando a ligação entre os tópicos para a discussão. Segundo ele, o tema da transformação digital vem ganhando vulto nos últimos 16 anos e inquieta a todos porque sem encontrar os meios e forma de incorporar tal transformação, as empresas estão fadadas ao insucesso.

Brito salientou que o objetivo de encontros como este é propiciar condições para o networking, estimular insights e, principalmente, abrir espaço para a reflexão e construção coletivas de soluções. Em suas próprias palavras: "já sabemos que o Uber não tem carros e que o Airbnb não tem hotéis - mas como seguimos adiante?".

 

 

 


RH outubro2018 5Lyrian Faria e Lilian Ramos, sócias-diretoras da consultoria (centro), receberam clientes convidados.
Para Lyrian Faria as conclusões no encontro "confirmam as bases do método de trabalho Dynamica: o papel essencial das lideranças para a condução de mudanças, a necessidade da renovar a cultura organizacional e a visão da gestão de mudanças organizacionais como valor estratégico". Segundo Lilian Ramos "nossos clientes e convidados, dadas as conclusões, estão satisfeitos por incorporar, através de cursos ou projetos, os conceitos e a metodologia da consultoria".


Os desafios para a área de RH
RH outubro2018 1
Beatriz Sairafi (foto), diretora de RH da Accenture, apresentou pesquisa com dados (2017) sobre as perspectivas de transformação nas relações de trabalho. Destacou que, no Brasil, há expectativas positivas quanto aos avanços das mudanças do cenário profissional nos próximos 5 anos. Como exemplo, a crença na capacidade dos recursos da inteligência artificial em fomentar melhores condições de trabalho bem como abrir maior espaço para a criatividade.
Já se estruturam no mercado novas relações de trabalho, por conta das inovações tecnológicas, tanto no interior das organizações como também no cenário externo, tais como as startups e os modelos de crowd freelancers. Há um novo ecossistema produtivo amadurecendo, exigindo uma força de trabalho adaptativa. O 1º desafio para o RH está na área de treinamento, exigindo a calibração entre as interfaces pessoais, com mentoring e coaching, e as necessárias adaptações às aplicações digitais. O 2º desafio é o cultural, é preciso adaptação e compreender que as startups também podem contribuir no aperfeiçoamento dos modelos internos de treinamento. Segundo ela, é preciso "sair do olhar funcional e ir em direção a um olhar pela experiência", trocando o que chamou de "go away and learn" pelo "learn on the go".


A Dynamica Consultoria atua tanto na inovação na gestão de pessoas como na renovação da cultura organizacional, contribuindo para as organizações assimilarem as transformações tecnológicas. Nos links a seguir, artigos e curso relacionados aos temas:
Tecnologia a favor dos negócios e das pessoas - artigo de Lyrian Faria (2017)
Inovação na gestão de pessoas - artigo de Agostino Carletti (2018)
Formação e Certificação de Gestores na Metodologia Dynamica


Como são os avanços?
RH outubro2018 4RH outubro2018 7RH outubro2018 8
Monica Santos, Lilian Guimarães e Flavio Pesiguelo

Lilian Guimarães abriu o painel "Como estamos avançando?" com a síntese de como combinam-se as mudanças na cultura, nas relações de trabalho e produção e como são afetadas pelas inovações tecnológicas. Concluindo que se exige um novo papel para a área de RH, abriu a palavra a Monica Santos (Google) e Flavio Pesiguelo (Natura) que identificaram como suas organizações têm reestruturado suas ações.

Para Monica Santos, mesmo tendo nascido digital, a Google não escapa à necessidade de adaptação e renovação constantes. Por exemplo, segundo ela há 2 ou 3 anos não se falava em "nuvem", algo que rapidamente se consolidou como elemento fundamental para a estruturação de armazenamento e compartilhamento de informações - uma perspectiva inteiramente nova para o conhecimento coletivo. Para Santos o RH é parte de um processo, um agente que só irá ser mais produtivo se as lideranças assumirem as mudanças. E afirma a importância do "change manegement", porque mudança digital implica em mudanças na estrutura de poder das organizações com lideranças assumindo novos papéis e responsabilidades.

Segundo Flavio Pesiguelo a Natura deve ser identificada como uma organização que nasceu como rede (referindo-se, claro, à estrutura de venda e distribuição baseada nas chamadas consultoras). Como a inovação digital não é um modismo, o RH tem papel de designer nessa experiência das organizações moldarem sua reestruturação. Pesiguelo identifica 3 pilares de ação: mudança de relacionamento; formar pessoas para novas formas de pensar; nova cultura organizacional. Afirma que o processo de digitalização da empresa significou a potencialização daquela estrutura original: criação de produtos e serviços digitais e estabelecimento de 300 consultores digitais - que funcionam como ecommerce.

Enfrentado paradoxos
RH outubro2018 3Virginie Fernandez, grupo LVMH (foto), perguntando-se como o elemento humano deve lidar com tantos desafios, acredita que o mundo se organiza e estabelece inter-relações cada vez mais circulares e menos lineares. Seu grupo tem mais de 600 anos e expandiu-se internacionalmente gerindo cerca de 70 marcas de produtos. Fernandez afirma que enfrenta um paradoxo, porque, ainda que lidando com produtos industrializados, o trabalho artesanal é vital para a manutenção da qualidade - e o desafio de sua organização é estrturar-se no campo digital sem a perda da relação entre trabalho humano/automação/processo industrial/trabalho artesanal.
A base das formas e de relação de trabalho tendem a ser cada vez mais "relacional", isto é, as novas formas de relacionamento humano sustentam-se com novos perfis e novas tarefas. Ainda há escassez de habilidades digitais, exigindo ao RH uma nova mentalidade para lidar com automação e diversidade cultural.

Para Virginie Fernandez a gestão da mudança é chave para a reordenação da cultura organizacional. Ela conclui: "a inteligência artificial se nutre de dados. O ser humano se nutre de inspiração".

Formulando alternativas
RH outubro2018 9
No último bloco da reunião os participantes realizaram dinâmica de grupo para criar de um Plano de Ação para a área de RH lidar com o tema de inovação digital nas organizações. Claudio Neszlinger (foto), do Dentsu Aegis Network, orientou a atividade, distribuindo aos grupos uma ficha de controle para o registro das discussões, nominar e descrever o projeto, indicar o papel de stakeholders e as métricas para avaliar o sucesso de sua aplicação.

Discutidos os principais pontos para avaliar o significado das transformações digitais em relação à gestão de pessoas, a ideia era definir as linhas básicas de um projeto para iniciar a sedimentação de uma cultura aberta aquelas transformações em qualquer organização.

 




RH outubro2018 6Vicente Guimarães, Gerente de Projetos e Processos na Dynamica Consultoria (direita), recebeu os convidados da empresa Cargill. Guimarães acompanhou suas discussões e a execução do exercício projeto proposto. Apontaram que há um choque de gerações (liderança classica versus liderança com mentalidade exponencial) e que o RH não é o único agente de mudanças. O papel do RH é assumir uma linha de ação humanizada, buscando combinar as novas competências à automação de processos.

O grupo estabeleceu 3 linhas de ação para as organizações lidarem com o cenário de transformações tecnológicas:
- transformação da liderança, com os gestores mais parceiros da mudança, com demonstração de engajamento e coerência de propósitos
- transformação da cultura, definição do timing e plano de mudanças assimilando o aprendizado com erros
- transformação das relações pessoais, com humanização dos processos de RH
Métricas de controle indicadas: monitoramento do engajamento, indicadores de produtividade, pesquisa e controle da prontidão para as mudanças. Completando os objetivos, a melhoria da satisfação dos funcionários e construção de um perfil modelar para a organização.


Encerrando as atividades, alguns grupos apresentaram suas proposições. É de se destacar a convergência nas definições de linhas de ação e definição de metas, tais como: renovação e empoderamento do RH; multidisciplinaridade como base para a integração de diferentes áreas como agentes de mudanças; estímulo à mudança de hábitos e criação de modelos de controle do avanço das mudanças e da produtividade; modelos de identificação de interesses dos colaboradores e de estímulo às ações interdepartamentais; identificação de que modo cada colaborador pode "tornar-se digital" para o melhor exercício em suas funções; assimilação positiva de erros e renovação da mentalidade das lideranças.

RH outubro2018 14RH outubro2018 10RH outubro2018 12   RH outubro2018 11


Os trabalhos em grupo serão compilados em ebook que em breve será distribuído a todos os participantes.
Algumas apresentações já estão disponíveis para download no site Amcham,link aqui.


Gestão de mudanças, referência constante
Os palestrantes destacaram igualmente o papel primordial da renovação da cultura organizacional como sustentáculo da transformação da área de RH na condução da gestão de pessoal para a assimilação estratégica da inovação e transformação digital pelas organizações. E, em especial, destacaram que a Gestão de Mudanças é essencial para orientar e consolidar aquela cultura organizacional.

A Dynamica Consultoria vem contribuindo - há 11anos! - com o aperfeiçoamento do conceito de gestão de mudanças: uma das primeiras especialistas a incorporar o termo em português, substituindo o original "change manegement" e construindo sólido método próprio para tratar das disciplinas de Gestão de Mudanças Organizacionais (GMO). É significativo que em 2018, em que tantas proposições, questionamentos, dúvidas e confrontações girem em torno da afirmação de necessidade de mudanças. Para onde nos levarão as mudanças em curso? A Dynamica Consultoria acredita que as mudanças devem prosseguir e que as necessidades e o bem estar das pessoas devam estar no centro das atenções das organizações.


Saiba mais sobre a presença da Dynamica nos eventos corporativos.


Conheça todas as áreas de atuação da Dynamica Consultoria

Para mais informações sobre áreas de atuação, projetos e cursos da Dynamica Consultoria, escreva ou telefone:
dynamica@dynamicaconsultoria.com.br     (11) 2532-8889

Reunião Especial de Gestão de Pessoas: transformação digital nas organizações
25 de outubro de 2018 - 08h00 às 12h00
Local: Amcham Business Center - Rua da Paz, 1431 - São Paulo - SP
Realização: AMCHAM-SP/Comitê de Gestão de Pessoas
Patrocínio: Dynamica Consultoria


 

arrow Left

 

 

 

Clientes

Parceiros

Desde 2010111085

dezanosnosite

Missão  suporte para fazer acontecer, saber conviver e saber ser.
Visão  foco e busca na convergência de conhecimentos no caminho da realização, felicidade e sabedoria.
Valores  a ética, o respeito, a colaboração, a resiliência, a transparência e o comprometimento.

Selo aprovado copy        Nova logo SUCESU RS 144x144 01